Quais as mensagens (posts) mais lidas?

Quais são…?

As mensagens mais lidas (até 24/05/2008)?

Células cancerosas buscando alimento, 1,169 visualizações

Sinais de AVC – os TIAs, 1,141 visualizações

Não deixa de ser interessante que, num blog destinado ao câncer de próstata, AVC’s e TIA’s recebam muita atenção. Afinal, os idosos são os que tem mais alto risco dos dois tipos de doenças.

As postagens (posts) mais ativas?

Metástese óssea, 77 visualizações

Tecnicamente se escreve metástase. Se explica porque se o câncer avançar muito a probabilidade de que afete os ossos é grande.

Células cancerosas buscando alimento, 72 visualizações

Realmente, é impressionante vê-las lançando filamentos, verdadeiras seringas, buscando sangue em todas as direções

Células cancerosas e sistema imune, 67 visualizações

Muitas pesquisas, hoje, preferem estimular o corpo a identificar o câncer e destruí-lo com os recursos de nosso sistema imune

7 opiniões sobre “Quais as mensagens (posts) mais lidas?

  1. Achei o blog muito interessante. Achei-o procurando informações sobre clinical trials para pacientes com câncer de próstata no Brasil. Sabem me dar informações de algum hospital/médico que inclua os pacientes que não estão respondendo ao tratamento nestes trials? Vi o exemplo do paciente que entrou no trial do AT 101. Estou com um paciente na família nestas condições (que não está respondendo). Gostaria de mais informações, se alguém puder ajudar.
    Muito obrigada!

  2. Júlia:
    Para quem já esgotou os benefícios da terapia hormonal e da químio há dois medicamentos recentes que ampliam a sobrevivência: Provenge (sipuleucel-T), fabricado pela Dendreon e acetato de abiraterona, agora nas mãos da Johnson. Provenge aumentou a sobrevivência aos três anos em 40% – 32% vs. 24% do grupo placebo, o que dá uma diferença de 4,1 meses. Não é muito mas, levando em consideração nossa idade e o estágio da doença tudo é lucro. A Dendreon, se bem me lembro, está fazendo testes abertos a pessoas com esse câncer em estágios diferentes. Convém dar uma olhada no site.

    http://www.dendreon.com/

    Para tal um conhecimento mínimo de busca na internet e um conhecimento de leitura em Inglês são indispensáveis. Se não souber, busque quem saiba. Perca a vergonha – afinal é o aumento da sua sobrevivência que está em jogo.

    Quem chega nos estágios avançados e não tem sintomas, particularmente dores, tem sorte dentro do azar. A maioria tem metástase nos ossos, que é muito dolorosa.

    O acetato de abiraterona já pode ser receitado em alguns lugares da Europa. Também é questão de buscar. O ganho na sobrevivência é maior, embora esteja longe do oba-oba que a mídia lhe atribuiu.

    Nenhum dos dois é “cura”. Estamos falando de aumentar a sobrevivência e de atingir o objetivo que é não morrer por causa desta besta, mas de outra causa – morrer com o câncer da próstata, mas não por causa dele.
    Força!
    Gláucio Soares

  3. Boa noite,
    Tomo a liberdade e solicito ajuda para esclarecer um resultado de exame do meu pai.
    O pai fez prostatectomia Radical em Março deste ano, após realizou exames de PSA e foi considerado um sucesso a cirurgia, ( Hospital de Câncer em São Paulo). Após cirurgia com sucesso o Hospital não faz o acompanhamento do paciente, ou seja o meu pai começou fazer o acompanhamento em um posto de saúde recentemente, o médico do posto solicitou exame PSA Livre e total. Recebemos o resultado porém o pai só tem retorno ao médico solicitante após 02 meses. Isso faz com que ficamos super ansiosos no aguardo desta avaliação.

    Gostaria se possível uma orientação, quanto os resultados abaixo, pois conforme orientação, vou buscar ajuda, não esperando os 02 meses para ser avaliado.

    Este resultado é preocupante ?

    PSA Total: Referência 4,00
    Resultado: 0,03 (inferior)

    PSA Livre: Referência 0,880
    Resultado: 0,01

    Desde já agradeço a ajuda.

    Tanea

    • É IMPORTANTE SE INFORMAR E CONTAR COM UM BOM URÓLOGO OU ONCÓLOGO. MÉDICO CLÍNICO GERAL NÃO DÁ PARA O GASTO. OS TESTES DEVEM SER FEITOS EM UM BOM LABORATÓRIO, SEMPRE COM OS MESMOS MÉTODOS

  4. Soares,

    nestas 2 últimas semanas passamos por uma situação bastante difícil e gostaria muito de compartilhar com todos. Li diversas reportagens no seu blog e acessei diversos sites sobre o assunto. Não sou da área médica mas possuo bastante facilidade de entendimento e tb do inglês. Na verdade meu pai ficou arrastando um processo com atendimento de um médico por quase 3 meses (com um PSA>100), criando nele a expectativa da cura pela doença com a cirurgia e após um exame de cintilografia disse haver a metástase. Foi um choque não pela doença em si, mas pelo mau encaminhamento dado ao caso. Tem todo um trabalho emocional em paralelo que a família deve ajudar ao paciente, mas neste caso eu passei um final de semana com muita convicção de que não era aquela doença pela imagem e sintomas que estava vendo. Tb rezei muito à Nsª Srª de Lourdes. Então tomei a decisão de levá-lo em dois outros médicos (1oncologista e 1urologista), sem falar nada eles viram os resultados e com muita experiência haviam dito que não era metástase , mas já com um estágio da doença intermediário. O exato diagnóstico veio logo na semana seguinte com resultados de RM pelve e coluna lombar, confirmando os dados médicos. Gostaria de tb dividir com todos que embora o estágio já seja T3 , N1 do meu pai, o tratamento combinado (hormonal / radioterapia) é um tratamento a ser considerado mesmos nos estágios iniciais, pois acarretará em complicações menores para a vida do homem e tem uma resposta excelente. As probabilidades e comparações dos tratamentos que vc apresenta no seu blog é fruto de que em geral as pessoas que fazem a cirurgia estão provavelmente com a doença iniciada mais recente e consideram que remover a prostáta acabará com a doença, que não é bem assim. Meu pai ficou (sem meu conhecimento ), com um PSA de 13 detectado em 2002 e não fez nada até agora em 2011 qd teve retenção urinária e ai verificou-se o PSA = 128. O que quero dizer é que todos devem iniciar algum tratamento a partir de um PSA >10 (principalmente, mas saber que existem vários casos de CA com PSA<10 e estarem sempre vigilantes), não demorar pelo início do tratamento e observar se o médico está sabendo encaminhar sem retardar logo o diagnóstico e tratamento adequado para o caso. Infelizmente, os planos de saúde demoram na autorização e o médico passa a fazer um passo de cada vez , em casos graves como o do meu pai não poderia se demorar tanto. Mas felizmente na sexta ele iniciará o seu tratamento. Fica aqui a sugestão de um livro técnico sobre este assunto (pg53) e poderá ajudar a todos nos seus questionamentos:http://pt.scribd.com/doc/17703326/Nefro-VI-med-curso
    Também não acredito em cura total apenas pela alimentação e ervas, etc., mas acredito sim que possa afetar de certa maneira o desenvolvimento da doença e tb o estilo de vida.
    Meu pai tomou em um dia à noite gengibre na sopa de cenoura, mas minha mãe sem saber temperou bastante a sopa e pela 1ª vez ele conseguiu dormir toda a noite sem ter que levantar p/ ir ao banheiro e antes de dormir conseguiu esvaziar muito mais a bexiga.
    Com a prostata aumentada, este é um dos sintomas nos homens de ter que ir com muita frequência ao banheiro, mas não deixem de tomar os remédios prescritos pelo urologista!

    Fica com Deus, obrigada pelo seu trabalho de tirar dúvidas de todas as pessoas. Com muita informação do seu site me tranquilizei e busquei um bom tratamento para o meu pai.

    À todos, sejam confiantes e com certeza estamos por aqui para servir ao próximo.

    Abraços e tenha um ótimo dia!
    Viviane K.

  5. Prezados,
    Ano passado escrevi neste site sobre o início da luta de meu pai contra um câncer de próstata. Daquela data em diante fomos enfrentando com valentia a doença, mas, infelizmente, vejo que as coisas andam piorando.
    Em abril de 2011 meu pai teve uma retenção urinária, ficou uma semana sem urinar, quando então teve que usar sonda vesical. O primeiro exame de PSA acusou um valor de 126, e o urologista solicitou a biópsia. Como dependemos do SUS o exame levou 2 meses para ser realizado, e o resultado foi devastador: Gleason 9. A cintilografia óssea apenas confirmou tudo que já sabíamos, ou seja, o câncer estava metastizado pelos ossos.
    O médico recomendou dois procedimentos cirúrgicos: uma RTU de próstata (ressecção transuretral) e uma orquiectomia. Cirurgias que foram realizadas em setembro de 2011. Graças ao bom Deus meu pai se livrou da sonda e o trabalho do urologista foi concluído, fomos então encaminhado ao oncologista.
    Para a nossa surpresa o PSA após a cirurgia foi de 26, logo em seguida 34, depois 78, e no último exame 326, o dobro do início da doença. Apenas um detalhe que estava esquecendo: o oncologista iniciou o tratamento com o Lupron, ou seja, além da orquiectomia foi inserida uma droga para inibir a formação de testosterona (tratamento anti-hormonal). Todavia, o último exame de sangue mostrou que o nível hormonal do meu pai está muito baixo, o que é um sinal de que o câncer não depende mais da testosterona para se desenvolver. Agora o médico recomendou o tratamento quimioterápico mas as dores começam a se intensificar, principalmente na região da bacia. Meu pai já fez 30 sessões de radioterapia, que foram muito boas pois minimizaram as dores, mas percebo que as opções de tratamento estão se tornando limitadíssimas.
    Enfim, continuaremos na nossa luta.

    Abraço a todos,

    Cristiano.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s