TESTOSTERONA, GLYCANS E O AVANÇO DO CÂNCER DA PRÓSTATA

Da Universidade de Newcastle, na Grã-Bretanha, vem uma pesquisa promissora: eles identificaram um grupo de moléculas que, eventualmente, poderá ser um caminho para reduzir a velocidade de avanço do câncer da próstata.

Primeiro: sabem que a testosterona afeta centenas, talvez muito mais, de genes. Um conjunto grande deles, adicionam açúcares, chamados de glycans, à “pele” das células cancerosas.

E aí?

Descobriram que a testosterona transforma os glycans de tal maneira que eles ajudam as células cancerosas a crescer, a sobreviver e a se espalhar por outras partes do corpo – as metástases – que é o que mata os pacientes do câncer da próstata. Então é possível diminuir o avanço do câncer através dos glycans.

Esse é, apenas, o início de uma possibilidade terapêutica. Se der certo, serão muitos anos até que chegue a ser usada para tratar o câncer.

Não obstante, há uma possibilidade de que o tempo seja menor. Porque já existem tratamentos de outros tipos de câncer, como o câncer da mama, que focam nos glycans. Talvez algum deles ajude a tratar o câncer da próstata.

Vejamos…

 

GLÁUCIO SOARES   IESP/UERJ

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s