Sono, melatonina e risco de câncer da próstata

Sono, melatonina e risco de câncer da próstata

Nosso corpo segue ritmos. Há ritmos diários, com ciclos de 24 horas, há semanais, há mensais, há de 28 em 28 dias. Há  ciclos anuais. Há outros ajustados às estações e muitos mais. Rupturas nesses ritmos podem ser prejudiciais. Perturbações no sono podem ter consequências que vão além do próprio sono, aumentando o risco de disfunções variadas.

A nossa glândula pineal secreta melatonina num ritmo circadiano de 24 horas. Se não houver disfunções, ela atinge o pico à noite. Porém, essa produção é sensível a alguns fatores, inclusive a luz. Há muitas pesquisas que associam rupturas nos ritmos circadianos perda de horas de sono e o risco de desenvolver um câncer da próstata.

É onde entra a melatonina, um hormônio. Comparando homens com câncer da próstata e homens com hiperplasia benigna da próstata, os cancerosos tinham níveis mais baixos de melatonina.

Uma pesquisa feita na Islândia calculou o risco de PCA (todos os tipos), câncer avançado (fora da próstata) e de morte por esse câncer. Usou exames de urina para verificar se havia deficiências na melatonina a partir dos níveis de aMT6s, que é o metabólico primário da melatonina encontrável na urina. Os registros islandeses incluem diagnóstico e morte por câncer da próstata no Icelandic Cancer Registry and Statistics Iceland que usa um número, sempre o mesmo, para cada cidadão. Dividiram os pacientes de acordo com o nível de aMT6s, acima e abaixo da mediana.

Fizeram vários ajustes e usaram vários controles: idade, um óbvio controle, níveis de creatinina, histórico desse câncer na família, uso de bloqueadores-beta, depressão, problemas com o sono e diabetes.

Homens com níveis baixos de aMT6s tinham um risco de ter câncer da próstata que era 47% mais elevado do que os homens com alto nível de aMT6s; já o risco de ter essa doença em nível avançado era quatro vezes mais elevado (RR: 4,04; 95% CI, 1,26–12,98).

A melatonina pode reduzir o câncer da próstata ajudando a tornar regular o sono e a reduzir o déficit de sono, se houver, e talvez diretamente porque há estudos experimentais in vitro e in vivo que mostram que a melatonina inibe o crescimento das células cancerosas.

A melatonina tem efeitos colaterais e interações com outros medicamentos. Os pacientes podem ser prejudicados se tomarem esse suplemento por conta própria. Há uma tendência que muitos de nós, pacientes, temos em acreditar em “curas milagrosas” dissociadas de qualquer religião. Não saiam por aí tomando altas quantidades de melatonina, que é um comportamento comum e irresponsável entre pacientes de câncer. Idealmente, consultem um oncólogo e/ou um urólogo formado numa boa universidade e que se mantenha atualizado, lendo e participando de congressos, antes de tomar qualquer medicamento ou suplemento.

Talvez essa leitura interesse a algum paciente, seus amigos ou parentes.

 

GLÁUCIO SOARES IESP-UERJ

 

LEIA MAIS: Lara G. Sigurdardottir et al, Urinary Melatonin Levels, Sleep Disruption, and Risk of Prostate Cancer in Elderly Men, European Urology, Volume 67 Issue 2, February 2015, Pages 191-194.

 

A pedidos: A Natural Society informa que os comestíveis abaixo (em Inglês) estimulam a produção de melatonina:

Pineapples

Bananas

Oranges

Oats

Sweet corn

Rice

Tomatoes

Barley

Pesquisadores da Khon Kaen University na Tailândia informam que há frutas que afetam a produção de melatonina: abacaxís aumentariam a presença de aMT6s em cerca de 266%; bananas em 160% e laranjas em 47%.

A NutritionFacts.org sugerem cerejas (mas as amargas e não as doces), framboesas e, sobretudo Goji berries (não sei o nome em Português). Amêndoas ajudam.

Um abraço

Glaucio Ary Dillon Soares

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s