Os perigos das terapias sexuais baseadas na testosterona

A testosterona decresce com a idade. Há menos desejo, há menos energia sexual do que a mesma pessoa tinha na maturidade. Homens que querem manter um desejo alto e um desempenho de quando eram mais jovens buscam tratamento e medicamentos. O êxito de medicamentos como o Viagra revela essa disposição.

Um tratamento cuja popularidade cresce rapidamente é chamada de “Low T”, um tratamento que aumenta a testosterona. A indústria medico-farmacêutica tem investido nesse mercado que deverá movimentar cinco bilhões de dólares em 2017.

A testosterona está relacionada com o câncer da próstata, mandando sinais para as células. Mexer com ela requer cuidado. A testosterona tem muitas funções e os problemas cardíacos dobram no início dessa terapia, segundo uma pesquisa, e não aumenta, segundo outra. Nós, pacientes, ficamos perdidos.

Porém, há uma pesquisa com camundongos publicada em Endocrinology que gera preocupações. Maarten Bosland, professor na Universidade de Illinois testou o efeito da “Low T” em camundongos. Trabalhou com diferentes grupos, um exposto a carcinogênicos; outro recebeu testosterona, mas não carcinogênicos, e o terceiro grupo recebeu os dois. Mediu o crescimento dos tumores nos grupos, concluindo que nenhum exposto apenas aos carcinogênicos desenvolveu câncer da próstata, mas entre 10% e 18% desenvolveram no grupo que só recebeu a testosterona. Os expostos aos dois mostram um efeito sinergético: entre 50% e 71% desenvolveram o câncer da próstata.

Pesquisas com camundongos são somente isso, pesquisas com camundongos, cujas conclusões não podem ser automaticamente aplicadas a seres humanos, mas dão um sinal de alerta. O crescimento do mercado para tratamentos com doses baixas de testosterona significa que haverá interesses em testar e retestar resultados de pesquisas como essa, com seres humanos, além da prudência médica e científica, caso elas confirmem esses primeiros resultados.

 

 GLÁUCIO SOARES                 IESP-UERJ    

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s