CRESCE A SOBREVIVÊNCIA DOS CANCEROSOS NA GRÃ-BRETANHA

São notícias boas, mas poderiam ser melhores: as taxas de mortalidade dos quatro canceres mais comuns caíram 30% em vinte anos na Grã-Bretanha. De acordo com o Cancer Research UK, melhorias no tratamento e detecção mais cedo ajudaram a reduzir as mortes dos canceres da mama, do cólon, do pulmão e da próstata. Vinte anos significa desde o início da década de 90.

Colocando isso em vidas perdidas e salvas, significa que entre 1991 e 1993 morreram 146 pessoas de cada cem mil afetadas por esses canceres, ao passo que de 2010 a 2012 o número de mortos baixou a 102.

A pesquisa contribuiu muito para essa bem-vinda redução.

A queda não foi igual nos quatro canceres. A maior (e melhor) queda foi no câncer da mama, de 38%, seguida pelo câncer do cólon, com 45%, 27% nos canceres do pulmão e 21% nos canceres da próstata.

Os exames preventivos são muito importantes naqueles canceres em que o diagnóstico “precoce” tem taxa de sobrevivência muito maior do que o tardio. Não obstante, há canceres que apresentaram melhorias reduzidas, como o do esôfago, do pâncreas e do fígado.

Os dados relativos ao Brasil dependem de estatísticas que não são confiáveis. Precisamos melhorar as estatísticas para melhor orientar as políticas de saúde pública.

GLÁUCIO SOARES IESP-UERJ

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s