Sózinha, a terapia hormonal não reduz o risco de morte em pacientes com câncer da próstata localizado

Uma pesquisa recente com pacientes com câncer da próstata localizado, que ainda não receberam tratamentos com o objetivo de cura (como cirurgia, radiação, sementes radioativas – braquiterapia – etc.) o tratamento hormonal chamado de PADT (primary androgen-deprivation therapy) não reduz o risco de morte. Arnold L. Potosky do Georgetown University Medical Center em Washington, e seus colaboradores analisaram os dados relativos a mais de quinze mil pacientes com câncer da próstata, que não receberam um tratamento que, de acordo com o conhecimento existente, possa curar o paciente. Não eram considerados casos graves, agressivos. Entre esses pacientes, fazer ou não fazer a terapia hormonal não alterava o risco de morte, tanto as mortes específicas devido ao câncer, quanto às mortes por todas as causas. Somente entre os com câncer localizado, mas com risco de crescer, houve uma pequena diferença, estatisticamente significativa.

GLÁUCIO SOARES IESP-UERJ

Saiba mais: Journal of Clinical Oncology, edição eletrônica de 17 de março.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s