Sem gordura, o câncer mata menos

Pesquisa recente sugere que a substituição de carbo-hidratos por gorduras não saturadas aumenta a sobrevivência entre pacientes com câncer da próstata. O controle do peso e o combate à obesidade são objetivos correlacionados que, se atingidos, contribuem para que os pacientes vivam mais. Há unanimidade nessa recomendação. Usar óleos e gorduras vegetais, como os que caracterizam o abacate, o azeite de oliva, nozes e semelhantes, e não gordura animal e/ou carbo-hidratos aumenta a sobrevivência.

Melhor: não precisamos de medidas drásticas para obter bons resultados. Os paciente que substituíram apenas dez por centro das calorias que provinham de carbo-hidratos, trocando-as por gorduras vegetais, reduziram a chance de morrer do câncer da próstata em 29%. Foram acompanhados durante oito anos.

As notícias são ainda melhores: tinham um risco 26% mais baixo de morrer de outras causas. Ou seja, os que fizeram essa transição para as gorduras vegetais, cortando os carbo-hidratos e as gorduras animais, vivem mais. Aumentar apenas 28 gramas no consumo diário de nozes etc reduzia o risco de morte por qualquer causa em 11%.

 

 

GLÁUCIO SOARES        IESP-UERJ

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s