AUMENTA A SOBREVIVÊNCIA DO CÂNCER DA PRÓSTATA

Enquanto a briga sobre se devemos ou não testar os homens regularmente depois dos 50, divulgo uns dados que permitem um moderado otimismo a respeito dos progressos na redução da mortalidade provocada por esse câncer.  

Em 1990 faleceram, nos Estados Unidos, 45 mil homens vitimados pelo câncer da próstata, ao passo que em 2012 foram 32 mil, uma redução de 13 mil a despeito de um crescimento da população, da população idosa e do número de canceres diagnosticados. Para uns essa redução responde, apenas, à melhoria dos tratamentos; para outros, como o Dr. Evan Goldfischer, urólogo que dirige a Premier Cares Foundation, em Pleasant Valley, é uma combinação dessa melhoria e dos diagnósticos precoces permitidos pelos testes sistemáticos.

A despeito do avanço, esse câncer é o que mais mata homens nos Estados Unidos, depois do câncer do pulmão que, felizmente, também está em baixa graças à redução no número de fumantes.

Seria bom se tivéssemos dados confiáveis a respeito do número de homens e das taxas de sobrevivência no Brasil, mas não temos. Por isso, usamos a de outros países.

 

 

GLÁUCIO SOARES               IESP-UERJ

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s