Algumas dietas reduzem o risco de câncer da próstata

Em 2009 foram publicados os primeiros resultados de uma pesquisa chamada Selenium and Vitamin E Cancer Prevention Trial (SELECT) . Foi uma ducha de água fria nos pacientes porque pesquisas de laboratório tinham demonstrado um efeito preventivo do selênio e da vitamina E. Recentemente, Walter Merkle, um urólogo, reviu os dados sobre alguns integrantes da dieta preventiva e, também, da própria pesquisa SELECT.
Uma das preocupações de Merkle é com o efeito da vitamina C, que alteraria os efeitos do selênio. Merkle também reviu a ampla literatura existente e chegou à conclusão que o selênio, o  licopeno (molho de tomate), vitamina D e vitamina E protegiam os pacientes, juntamente com lignanas, tinham um efeito protetor, mas que vitaminas C e B não protegiam (que, não obstante, têm outras importantes funções).
A conclusão: até agora os dados mostram que uma dieta selecionada tem um efeito que reduz o risco de desenvolver o câncer da próstata.
Saiba maisUroToday Int J. 2010 Feb;3(1).
GLÁUCIO SOARES                  IESP/UERJ

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s