Parada cardíaca

Foi preciso que uma atriz linda e razoavelmente famosa morresse para que a mídia se lembrasse de que muitos jovens morrem de parada cardíaca. Ela morreu aos 32.
Paradas cardíacas súbitas matam perto de 400 mil ao ano somente nos Estados Unidos; destes, 4 mil são jovens.
Está ficando pior: CDC informa que houve um aumento de dez por cento numa década (1986 a 1996) em pessoas com idade de 15 a 35, mas o aumento em mulheres jovens foi de trinta por cento.


As paradas cardíacas súbitas em pessoas jovens usualmente têm causas genéticas. As arritmias genéticas com freqüência não são adequadamente diagnosticadas entre os jovens. Uma fundação, a The Heart Rhythm Foundation afirma que muitas dessas vítimas tinham problemas cardíacos não diagnosticados. Não sabiam que tinham. As paradas cardíacas deixam pouco tempo para ações salvadoras. Existe um aparelho chamado de desfibrilador que dá um choque na vítima e, com alta freqüência, a salva, mas tem que usado poucos minutos depois do ataque. Mais do que seis minutos levam a dano cerebral permanente; poucos escapam com vida depois de dez minutos.
O coração tem um ritmo normal, chamado de normal sinus, e o desfibrilador faz com que o coração volte a bater normalmente. Os problemas de fibrilação são chamados sinteticamente de A-fib. É algo que conheço bem pois sofro deste mal há mais de duas décadas. Recentemente fiz uma ablação cardíaca exitosa para corrigir um outro problema, chamado de A-flutter. Depois da ablação, há seis meses, o A-flutter não apareceu mais e o A-fib melhorou.
Estilos de vida influenciam o risco de várias doenças, inclusive a parada cardíaca, entre eles o uso de drogas e traumas. A aterosclerose em duas artérias coronárias ou mais está presente em noventa por cento das pessoas que sofrem de parada cardíaca. Comer muito e mal aumenta, e muito, o risco de parada cardíaca.
O exercício regular e orientado reduz o risco. Assim, a parada cardíaca está associada com o estilo de vida da pessoa, como tantas outras doenças do aparelho cardio-circulatório.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s