Gênero, idade e suicídio no Rio de Janeiro

Nem só de câncer de próstata morrem os homens. Alguns se matam. O suicídio tem muitos determinantes estruturais que afirmam sua importância em contextos diferentes. A idade, na grande maioria das pesquisas feitas (em países diferentes) tem uma relação visível e definida com as taxas de suicídio, que aumentam muito entre os idosos. O Rio de Janeiro não é exceção, como mostram os dados referentes a 1996. Há um crescimento a partir dos sessenta anos, mais claro entre os homens. Em quase todas as idades, a taxa de suicídios dos homens é mais alta do que a das mulheres. Nas idades mais avançadas, o suicídio aumenta muito, sobretudo entre os homens. Talvez a diferença se explique pela proporção mais alta de homens que se aposentam e são incapazes de lidar com o ócio pós-aposentadoria, assim como pela mais alta incidência de doenças e o mais baixo capital social. Estudos de outro tipo mostram que os homens idosos têm relações interpessoais mais limitadas do que as mulheres e outras pesquisas mostram uma relação inversa entre capital social e propensão ao suicídio

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s