Estágios do câncer de próstata

Os estudiosos do câncer de próstata usam um sistema para classificar os cânceres que é comum a outros cânceres, chamado de TNM. O que quer dizer TNM? T é de tumor, N é de nódulos (linfáticos ou glandulares) e M é de metástase.
Em muitos cânceres, os estágios vão de T1 a T4, sendo T4 o mais avançado. No momento em que são diagnosticados nos Estados Unidos, os cânceres mais comuns são T1c porque são detectados pelo PSA. A probabilidade de câncer aumenta com o PSA, mas há PSA’s altos sem câncer e PSA’s baixos com câncer. O teste não é 100%, nem há um valor exato que divida cancerosos de não-cancerosos.

Os “N” são classificados de três maneiras:

  1. Nx não se sabe se o câncer está nos nódulos ou não;
  2. N0 não está nos nódulos regionais, mais próximos da próstata;
  3. N1 o câncer atingiu pelo menos um nódulo.

Os M também são classificados de maneira semelhante.

O paciente mais comum é T1c N0 M0 – o câncer usualmente é detectado pelo PSA, confirmado pela biópsia, mas não há evidência de que atingiu os nódulos nem de metástase em órgãos distantes. É relevante saber que essas condições podem mudar e que, sem tratamento, alguns cânceres de tipo T1c N0 M0, mas agressivos acabam por se espalhar. Estágio e agressividade são dois conceitos diferentes. Estágio é como o câncer é num momento, agressividade é o seu potencial de mudança que permite prever como ele será. Informações como o escore Gleason, a velocidade do PSA e o tempo para dobrar permitem estimar esse potencial. O tipo de célula cancerosa também ajuda nesse cálculo.

Dados de muitos milhares de pacientes permitiram relacionar certas características com resultados, como a “volta” do PSA (biochemical recurrence ou biochemical failure), a necessidade de tratamento hormonal, e morte por câncer de próstata. Esses exames, que incluem o escore Gleason e fórmulas que usam o PSA (velocidade, tempo para dobrar) ajudam muito nessas previsões e no uso da terapia ótima para cada paciente.

O tratamento não é o mesmo para todos os pacientes e o tratamento que é recomendável para um paciente com cânceres localizados e menos agressivos pode não ser recomendável para outros com cânceres com metástase.

Powered by ScribeFire.

About these ads

2 comentários sobre “Estágios do câncer de próstata

  1. em um psa que veio aumentando de de um ano pro outro dobrou, e foi de 5 meses a espera pra cirurgia, sem medicamentos nenhum durante a espera, não haveria mais riscos do cancer se metastatizar???

  2. Boa noite sou estudante de enfermagem do 3° período e gostaria de uma informação. Meu sogro descobriu que está com câncer na próstata, o PSA estava 72, a escala de geason está em 9, e em uma cintilo grafia apareceu alguma coisa que possa ser ua possível metástase, na coluna vertebral na região coccigiana, já tomou a hormonia terapia, onde seu psa abaixou e depois da tomografia irá começar a rádio, devido a agressividade do tumor, gostaria de saber se só a rádio é o suficiente, para se falar em provável “cura’, caso não haja metástase.
    Desculpe as informações estarem meio confusas é que ele mora no Rio e eu em São Paulo e minha sogra que me passou esse dados
    Obrigada pela atenção
    Elisângela ( Adorei a mátéria de vocês ) achei muito completa )

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s