Afinal, o que é que o Zometa faz?


Zometa® (ácido zoledronico) reduz a perda óssea e parece promover a recoberta parcial dos ossos entre pacientes de câncer de próstata que recebem tratamento hormonal. São esses os resultados apesentados no simpósio de 2005 da Chemotherapy Foundation em Nova Iorque.

A esperança de vida em todos os estágios do câncer de próstata aumentou, assim como a qualidade da vida, graças a melhorias na terapia e descobertas feitas nas últimas décadas. Não obstante, ainda há muitas mortes por esse câncer. Quando a “primeira linha” de tratamento falha, começa a terapia hormonal (em alguns casos aplicada juntamente com a primeira linha), sózinha ou, mais recentemente, em conjunção com Taxotere.

O tratamento hormonal tem efeitos colaterais pesados, inclusive a redução da densidade mineral dos ossos, risco mais elevado de fraturas e a osteoporose. O biofosfonato chamado de Zometa reduz a velocidade da perda óssea. Um estudo feito em 19 centros médicos americanos usou grupos selecionados aleatoriamente para um experimento. Foram 101 pacientes de câncer de próstata que tinham sido tratados com terapia hormonal durante um ano ou menos. Um grupo recebeu Zometa (4 mg IV de 3 em 3 meses até o limite de um ano) ou um placebo (substância inócua). Todos continuaram a receber doses de cálcio e de vitamina D. A densidade mineral dos ossos foi medida antes, seis meses depois e doze meses depois. Zometa teve efeitos positivos. Entre os que tiveram terapia hormonal durante menos de seis meses antes de tomar Zometa

* A densidade mineral dos óssos (medida no quadril) aumentou 0.9% entre os que tomaram Zometa mas diminuiu 3.1% no grupo placebo.
* A densidade mineral dos óssos (medida na coluna lombar) aumentou 4.9% no grupo Zometa e baixou 2.1% no placebo.

Os homens com tratamento hormonal há mais tempo (entre 6 e 12 meses) também apresentaram bons resultados:

* A densidade mineral dos óssos aumentou 2.4% no grupo Zometa e diminuiu 0.6% no grupo placebo.
* A densidade mineral dos óssos na espinha aumentou 4.0% no grupo Zometa e diminuiu 2.1% no grupo placebo.

Zometa também tem efeitos colaterais, sobretudo náusea, calores, fatiga e dor óssea.

Esses são resultados com pacientes em um estágio avançado do câncer, com metástase. A maioria dos pacientes não chega a esse estágio porque o câncer é mais vagaroso.

Fonte: Ryan C, Beer T, Huo D, et al. “A randomized, placebo-Controlled, Trial of Zoledronic Acid for Bone Loss Initiated During the First Year of Androgen Deprivation Therapy in Prostate Cancer Patients”. Proceedings from the 2005 annual Chemotherapy Foundation Symposium. Novembro de 2005. New York, NY. Abstract #58.

Powered by ScribeFire.

About these ads

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s